28 fevereiro 2011

Review: Oscar 2011


Na madrugada deste dia 27 para o dia 28 de fevereiro ocorreu aquele que talvez seja o evento anual mais importante para o cinema mundial. A octogésima oitava entrega do Oscar foi marcada pela ausência de um favorito absoluto diferentemente dos últimos anos.
Alegro-me a dizer que acho que este foi o ano mais justo da história do Oscar, todos os prêmios principais foram distribuídos àqueles que realmente fizeram o melhor trabalho em 2010, sem as famosas “compensações” concedidas pela academia para corrigir erros anteriores ou para homenagear a carreira de alguém (como o que aconteceu ano passado com o prêmio de melhor atriz sendo entregue a Sandra Bullock).
Toda esta justiça fez a cerimônia ter um clima paradoxal, pois mesmo sem um favorito definido, todos os premiados foram muito previsíveis, eu mesmo acertei todos os vencedores das principais categorias. Diferente do que ocorreu ano passado, por exemplo, quando surpreendentemente o multimilionário favorito Avatar, foi desbancado pelo humilde projeto de Kathryn Bigelow. Mas a grande surpresa foi Maryl Streep não ser indicada à algum prêmio.
Brincadeiras a parte, vamos aos indicados e vencedores naquelas que, para mim, são as principais categorias (vencedores em negrito).

Melhor Roteiro Adaptado:

A Rede Social

127 Horas

Toy Story 3

Bravura Indômita

Inverno da alma

Pedra cantada! O ritmo do roteiro é excelente, estatueta muito bem entregue. Acredito que Bravura indômita tenha recebido a indicação devido ao respeito da academia para com os irmãos Coen.

Melhor Roteiro Original:

Minhas Mães e Meu Pai

 A Origem

O Discurso do Rei

O Vencedor

Another Year

A Origem era o filme favorito para o prêmio devido ao fato de ter ganhado o prêmio do sindicato dos roteiristas. Mas o roteiro de “O discurso do rei” é brilhante. O filme em questão foi o meu favorito do ano, torci para ele em quase todas as categorias em que concorreu, e no fundo eu imaginava que o sindicato iria se render ao belíssimo roteiro desta obra.

Melhor Filme em língua estrangeira:

Biutiful

Fora-da-Lei

Dente Canino

Incendies

Em um Mundo Melhor

Se entre os concorrentes à melhor filme faltavam filmes melancólicos, entre os de língua estrangeira os fãs deste gênero não tinham do que reclamar. Todos os filmes são depressivos e pessimistas. Eu não tinha um favorito para esta categoria, que vencesse o melhor ou o mais triste.

Melhor documentário:

Lixo extraordinário

Exit Through the Gift Shop

Trabalho Interno

Gasland

Restrebo

Confesso que não assisti a nenhum filme que concorria nesta categoria. Naturalmente torcia pelo documentário brasileiro-britânico “Lixo extraordinário”. Fiquei com muita vontade de conferir o vencedor “Trabalho interno”, parece que o premio foi bem entregue.

Melhor Atriz Coadjuvante:

Amy Adams – O vencedor

Helena Bonham Carter – O discurso do rei

Jacki Weaver – Animal Kingdom

Melissa Leo – O vencedor

Hailee Steinfield – Bravura indômita

Um dos únicos prêmios indiscutíveis da noite. Melissa Leo foi indiscutivelmente a melhor entre as indicadas, e o prêmio foi completamente merecido. Adoro o trabalho da Bonham Carter, ela é talvez minha atriz favorita na atualidade, mas seria insano não entregar o prêmio para Leo. Destaque também para Haille Steinfield, que aos 14 anos já recebeu uma indicação por seu trabalho em bravura indômita, mas alguém entendeu o fato de ela ser indicada como coadjuvante? Tendo em vista que ela é a protagonista da trama.

Melhor Ator Coadjuvante:

Christian Bale - O vencedor

Jeremy Renner – Atração perigosa

Geoffrey Rush – O discurso do rei

John Hawkes – Inverno da alma

Mark Ruffalo – Minhas mães e meu pai

Outro prêmio indiscutível. Por um instante cheguei a pensar que a academia poderia não premiar Bale devido ao seu temperamento “complicado”, mas logo afastei esta tola idéia da minha mente. Bale é um ator brilhante que demorou muito a ser reconhecido pela academia, interpretou em o vencedor o melhor papel de sua carreira, e mereceu o premio recebido. Achei estupenda a atuação de Geoffrey Rush, não fosse Bale ter atuado de maneira tão magistral, Geoffrey certamente levaria a estatueta para casa.

Melhor atriz:

Nicole Kidman – Reencontrando a felicidade

Jennifer Lawrence – Inverno da alma

Natalie Portman – Cisne negro

Michelle Williams – Blue Valentine

Annete Bening – Minhas mães e meu pai.

Se Natalie Portman não vencesse esse ano, certamente venceria em alguma próxima edição de maneira a compensar a absurda injustiça. A atriz interpretou um personagem complexo e que exigia muita dedicação, o resultado foi uma das mais belas performances femininas dos últimos 10 anos e sem duvidas o melhor trabalho da atriz. Por um momento temi que 2010 se repetisse, e se eles resolvesses premiar Nicole Kidman pelos mesmos motivos que os levaram a premiar Sandra Bullock? Mas a academia não poderia cometer tamanho atentado contra o belíssimo trabalho de Portman.
Melhor Ator:

Jesse Einsenberg – A rede social

Colin Firth – O discurso do rei

James Franco – 127 horas

Jeff Bridges – Bravura indômita

Javier Barden – Biutiful

Novamente sem surpresas por aqui. Colin Firth foi excepcional, como de costume. Há quem tenha insinuado que Firth foi premiado este ano para compensar o fato de não ter sido premiado em 2010 por “Direito de amar”. Isso é uma bobagem, pois Firth fez por merecer o prêmio deste ano e não foi melhor que Jeff Bridges em 2010. Podem me crucificar, mas não achei o trabalho de James Franco tão bom quanto a critica insinuara. Foi um grande trabalho sem sombra de duvidas, mas não me agradou tanto assim. Javier Barden com seu moribundo e Jeff Bridges com seu John Wayne foram brilhantes, mas repito, ninguém foi melhor que Colin Firth com seu rei gago.

Melhor diretor:

Darren Aronovsky – Cisne Negro

David Fincher – A rede Social

Tom Hooper – O discurso do rei

David O. Russel – O vencedor

Joel e Ethan Coen – Bravura indômita

A preferência da academia pelo trabalho de Tom Hooper agora se confirmava por completo. Como disse anteriormente, meu filme favorito foi O discurso do rei e torci por ele na maioria das categorias, mas honestamente acho que melhor diretor foi exagero. Acho que teria sido mais justo se Fincher ganhasse melhor diretor e ainda assim o discurso do rei faturasse melhor filme, mas como imaginado, a academia resolveu homenagear o diretor do melhor filme do ano. Novamente acho um tremendo exagero a indicação dos irmãos Coen, todos sabem o quão brilhante é o trabalho da dupla, não é necessário indicá-los todo ano para não esquecermos. Achei ridículo Christopher Nolan não ter sido indicado como diretor, a origem pode até não ser um filme maravilhoso, mas o trabalho de Nolan como diretor para mim é superior até mesmo ao trabalho de Hooper.

Melhor Filme:

O Vencedor

Cisne Negro

O Discurso do Rei

A Origem

A Rede Social

Minhas Mães e meu Pai

Toy Story 3

127 Horas

Bravura Indômita

Inverno da Alma.

Que vença o melhor, e assim se fez. O discurso do rei foi o melhor filme do ano em Hollywood e mereceu a “vitória”. O vencedor é um ótimo filme, que se destaca principalmente pelo elenco brilhante. Cisne Negro é belíssimo, intrigante e conta com o ainda mais belo trabalho de Portman. A origem é um filme interessante, extremamente bem realizado e extremamente bem dirigido por Nolan. A rede Social é o filme que mais me surpreendeu este ano, não imaginava que este filme pudesse ser tão interessante e tão bem realizado. Minhas mães e meu pai é a comédia da vez, um filme legal que merece ser conferido. Toy Story 3 é muito divertido, existia até campanha entre alguns críticos e diretores para que ele vencesse como melhor filme. 127 horas é emocionante, e vale pelo bom trabalho de Colin Firth e do diretor Danny Boyle. Bravura Indômita, como qualquer trabalho dos Coen, é um filme obrigatório. Divertido, dramático e muito bem realizado. Não da para dizer que Inverno da alma é o filme independente da vez, pois independente Discurso do rei também o é. Digamos que Inverno da alma é o filminho/filmaço da vez, só a atuação de Jennifer Lawrence já é suficiente para tornar este filme obrigatório.
Gostaria de comentar brevemente que não gostei da cerimônia do Oscar, a premiação muito me agradou, mas a cerimônia foi muito fraquinha. Muitas partes lembraram mais o “MTV Movie Awards” do que o “Academy Awards”. Os jovens apresentadores não me agradaram muito, principalmente James Franco. Senti-me embaraçado no momento em que eles apareceram com as roupas trocadas, isso é algo necessário em uma entrega de Oscar? Acho muito mais interessante incumbir da apresentação alguém mais experiente e que saiba conduzir esse tipo de cerimônia com mais sutileza. Quanto às apresentações, achei o número final com aquelas crianças de quinta série broxante, podem me chamar de insensível, mas foi broxante mesmo. Tanto que deu vontade de desligar a televisão antes do fim do mesmo para não perder meu tempo. Finalmente eles pararam com aquela babaquice de designar uma celebridade para homenagear cada um dos atores indicados aos prêmios de melhor ator e melhor atriz, o que acarretava em situações constrangedoras como a que ocorreu no ano passado quando Tim Robbins foi falar sobre sua relação de amizade com Morgan Freeman e deixou bem claro que eles NUNCA foram amigos apesar de terem trabalhado juntos em “Um sonho de Liberdade”.

Termino assim meu gigantesco review sobre o oscar 2011, até a próxima postagem.
Luiz Gustavo kiesow

26 fevereiro 2011

Download: O Desprezo (1963)



Sinopse:

O Desprezo conta a história da crise de um casal em uma viagem à Itália que acaba mal.
Camille (Brigitte Bardot) tem a impressão de que seu marido não lhe ama mais.
Paul Javal, seu marido, é um roteirista que, para garantir o conforto da esposa e evitar o rompimento da relação, aceita escrever uma nova adaptação da obra grega "A Odisséia" para o cinema.

Informações:

Título Original: Le Mépris
Direção: Jean-Luc Godard
Origem: França, Itália
Duração: 103 min
Idioma: Francês, Italiano, Inglês, Alemão
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 340 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Link Único

Download: Snatch - Porcos e Diamantes (2000)

Sinopse:

Frankie Quatro-Dedos (Benicio Del Toro) é um ladrão de diamantes que também faz o trabalho de intermediário de peças roubadas. De passagem por Londres, ele precisa chegar até Nova York para vender alguns diamantes de seu chefe, Avi (Dennis Farina). Porém, a tentação é mais forte e ele acaba dando uma pausa em sua viagem para apostar em uma luta ilegal de boxe. Enquanto isso, dois promotores de lutas chamados Turco (Jason Statham) e Tommy (Stephen Graham) se unem a um fazendeiro local, Coco de Tijolo (Alan Ford), na tentativa de convencer Mickey O'Neil (Brad Pitt), um pugilista cigano, a participar de uma luta sem luvas, onde vale tudo. O'Neil inicialmente não aceita a proposta, mas termina concordando em participar de uma luta da dupla. Já Avi, impaciente com a demora de Frankie Quatro-Dedos, contrata "Bullet Tooth" Tony (Vinnie Jones) para encontrá-lo e trazer consigo os diamantes.

Informações:

Título Original: Snatch
Direção: Guy Ritchie
Origem: EUA
Duração: 103 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 345 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

24 fevereiro 2011

Download: Tropa de Elite 2: O Inimigo agora É Outro (2010)

Sinopse:

Nascimento (Wagner Moura), agora coronel, foi afastado do BOPE por conta de uma mal sucedida operação. Desta forma, ele vai parar na inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Contudo, ele descobre que o sistema que tanto combate é mais podre do que imagina e que o buraco é bem mais embaixo. Seus problemas só aumentam, porque o filho Rafael (Pedro Van Held) tornou-se adolescente, Rosane (Maria Ribeiro) não é mais sua esposa e seu arqui inimigo Fraga (Irandhir Santos) ocupa posição de destaque no seio de sua família.

Curiosidades:
  • Precedido por Tropa de Elite (2007);
  • João Miguel esteve cotado para o papel do personagem Fraga, que acabou interpretado por Irandhir Santos;
  • Todo o elenco, com exceção de Maria Ribeiro, passou por um intenso treinamento sob o comando de Fátima Toledo, durante os meses de novembro e dezembro de 2009. Maria estava grávida na época;
  • O treinamento contou com profissionais treinados pelo Centro Avançado em Técnicas e Imobilização, liderados pelo ex-capitão do BOPE Paulo Storani;
  • As filmagens começaram em 25 de janeiro, no Rio de Janeiro;
  • Wagner Moura e Pedro Van Held tiveram um treinamento especial com o lutador de jiu jitsu Rickson Gracie;
  • Ao rodar uma das cenas de luta, Van Held levou um golpe de Moura e desmaiou durante as filmagens;
  • Moura dispensou o dublê para realizar a cena em que seu personagem dá um cavalo de pau. A manobra foi feita corretamente somente na terceira tentativa;
  • Antes da realização desta cena, o ator teve um intenso treinamento no Autódromo de Jacarepaguá, sob a supervisão de Keith Woulard;
  • A sequência foi gravada durante duas madrugadas, em Niterói. Como precisava de iluminação forte, a produção trocou as lâmpadas de 20 postes, além de contar com a ajuda de um refletor instalado a 30 metros de altura;
  • Para a cena da invasão do morro Santa Marta foram usados 100 figurantes, três camburões, um caverião e dois helicópteros. A cena foi tão realista que muitos dos moradores acreditara tratar-se de uma ação do BOPE;
  • A cena de enterro presente no filme foi rodada no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência;
  • O prédio da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro foi usado como locação por quatro dias. Ao todo, trabalharam por lá 450 pessoas, entre elas 300 figurantes;
  • A produção pretendia usar o gabinete do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, como locação, mas o pedido não foi atendido. Desta forma, foram tiradas fotos do local, que foi recriado em estúdio. O fato também ocorreu com a sala do setor de inteligência da Secretaria, usada no gerenciamento de crises;
  • O Complexo Penitenciário de Bangu foi recriado em um estúdio de 500 metros quadrados, em Jacarepaguá. Para erguê-lo foram necessários 700 kg de pregos, 9 toneladas de ferro, 275 mil metros quadrados de compensado e 15 toneladas de cimento;
  • Todos os carros utilizados nas filmagens foram comprados pela produção. Entre eles estava uma Blazer branca, placa LCS 2936, que nos oito meses anteriores já tinha histórico de 18 infrações por excesso de velocidade. O total das multas pendentes, que não foram pagas pela produção, era de R$ 1.700;
  • O cantor Dudu Nobre alugou várias armas de sua coleção particular para a produção. Ele também teve uma pequena ponta no filme, como um dos integrantes do BOPE em uma cena de invasão à favela;
  • Para as tomadas aéreas foi utilizado um helicóptero Hueu-II, pertencente à Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (CORE);
  • Rodrigo Pimentel, co-autor do livro "Elite da Tropa", prestou consultoria durante as filmagens de Tropa de Elite 2;
  • Pimentel faz uma ponta na cena dos aplausos na churrascaria;
  •  A capitã Priscilla Azevedo, comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), participou em uma ponta na cena da invasão ao morro Santa Marta;
  • Uma da favelas do filme é chamada de Rio das Rochas, numa provável alusão à favela carioca Rio das Pedras, conhecida pela ausência do tráfico e pela presença da milícia;
  • Milhem Cortaz, intérprete do capitão Fábio, deu uma entrevista antes da estreia do filme contando alguns de seus diálogos. O diretor José Padilha fez uma dura crítica a esta revelação, já que desejava manter sigilo absoluto sobre a história;
  • Para evitar que o filme fosse pirateado antes de chegar aos cinemas, o diretor José Padilha e o produtor Marcos Prado realizaram uma operação de guerra durante a edição. A edição final foi realizada em um computador sem acesso a internet, em um local cuja entrada era permitida apenas com cartão criptografado. Apenas quatro pessoas possuíam este cartão;
  • Lançado em 661 salas de cinema em todo o país. Trata-se do maior lançamento de um filme brasileiro até então;
  • Seu orçamento foi de R$ 18 milhões. Metade da quantia foi obtida junto à iniciativa privada, com o restante sendo conseguido através de incentivo fiscal.
Informações:

Título Original: Tropa de Elite 2: O Inimigo agora É Outro
Direção: Jose Padilha
Origem: Brasil
Duração: 116 min
Idioma: Português
Legendas: S/L
Formato: avi
Tamanho: 698 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

23 fevereiro 2011

Download: Warriors - Os Selvagens da Noite (1979)

Sinopse:

Nova York, em um indeterminado futuro. As gangues de delinqüentes juvenis se reúnem numa convenção. O líder do principal grupo prega a união entre eles, pois juntos poderão controlar a cidade - o contingente deles é maior que a força policial. O líder acaba sendo assassinado, com a culpa recaindo sobre um bando da periferia, que nada teve a ver com o atentado. Assim eles se vêem obrigados a atravessar a cidade, enquanto são caçados pelos membros das outras gangues.

Curiosidades:
  • O diretor Walter Hill inicialmente queria que a gangue Warriors fosse formada inteiramente por pessoas negras, mas os produtores não aceitaram a idéia.
Informações:

Título Original: The Warriors
Direção: Walter Hill
Origem: EUA
Duração: 90 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 700 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Filme
Legenda Pt/Br

22 fevereiro 2011

Download: O Sétimo Selo (1956)

Sinopse:

Após dez anos, um cavaleiro (Max Von Sydow) retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte (Bengt Ekerot) surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora. Objetivando ganhar tempo, convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com a Morte ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

Curiosidades:
  • O título O Sétimo Selo é uma referência ao capítulo 8 do Livro das Revelações.
Informações:

Título Original: Det Sjunde Inseglet
Direção: Ingmar Bergman
Origem: Suécia
Duração: 100 min
Idioma: Sueco
Legendas: Português
Formato: avi BrRip
Tamanho: 1.3 Gb
Servidor: 4Shared

Link:

Torrent + Legenda

Download: O Vencedor (2010)


Sinopse:

1993. Dicky Ecklund (Christian Bale) teve seu auge ao enfrentar o campeão mundial Sugar Ray Leonard em uma luta de boxe, colocando a pequena cidade de Lowell no mapa. Até hoje ele vive desta fama, apesar de ter desperdiçado a carreira devido às drogas. Micky Ward (Mark Wahlberg), seu irmão, tenta agora a sorte no mundo do boxe, sendo treinado por Dicky e empresariado por Alice (Melissa Leo), sua mãe. Só que a família sempre o coloca em segundo plano em relação a Dicky, o que impede que Micky consiga ascender no esporte. A situação muda quando ele passa a namorar Charlene Fleming (Amy Adams), que o incentiva a deixar a influência familiar e tratar a carreira de forma mais profissional.

Curiosidades:
  •  Inicialmente seria Darren Aronofsky o diretor de O Vencedor;
  • Matt Damon e Brad Pitt estiveram cotados para interpretar o personagem Dick Ecklund, que ficou com Christian Bale;
  • Michael Fassbender fez testes para o elenco, mas não foi selecionado;
  • Um papel foi oferecido a Emily Blunt, que o recusou;
  • Para perder peso, Christian Bale passou vários dias comendo pouquíssimo;
  • As filmagens ocorreram entre 13 de julho e 26 de agosto de 2009.
Informações:

Título Original: The Fighter
Direção: David O. Russell
Origem: EUA
Duração: 114 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 463 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte Única

21 fevereiro 2011

Download: Tempo de Guerra (1963)


Sinopse:

Num país imaginário, o rei declarou guerra a um país vizinho. Uma família humilde, composta pela mãe, uma filha e dois filhos, recebe uma intimação para que os rapazes comecem a lutar por seu país, com a garantia de que quando voltarem estarão ricos graças aos saques. A oferta é tentadora e eles partem para o front, dispostos a cometer qualquer atrocidade pelas riquezas.

Informações:

Título Original: Les carabiniers
Direção: Jean-Luc Godard
Origem: França, Itália
Duração: 85 min
Idioma: Francês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 700 mb
Servidor: Mediafire

Link:

Torrent - Mediafire

Download: O Grande Lebowski (1998)

Sinopse:

Venice, Califórnia. Jeffrey Lebowski (Jeff Bridges) é um desempregado convicto, que vive no ócio e chama a si mesmo de "the Dude". Quando não está sozinho no apartamento, ouvindo canções do Creedence ou usando drogas, está jogando boliche junto com os amigos Walter Sobchak (John Goodman), neurótico por armas, e Donny (Steve Buscemi), um grande jogador que ninguém deixa falar. Um dia alguns desconhecidos invadem o apartamento de Lebowski, cobrando o dinheiro devido por Bunny (Tara Reid), sua suposta esposa. "Dude" tenta desfazer o mal entendido, mas um deles se vinga urinando no tapete. Logo em seguida "Dude" descobre que eles estavam atrás de outro Lebowski (David Huddleston), um milionário. Irritado com o que aconteceu, já que gostava muito do tapete, "Dude" vai até seu homônimo exigir uma compensação. Sem conseguir nada, ele resolve roubar um dos valiosos tapetes da mansão. Tempos depois, Lebowski pede que "Dude" o ajude a entregar a quantia pedida pelo resgate de Bunny. É quando Walter elabora um plano para desmascarar os sequestradores e ainda ficar com o dinheiro.

Curiosidades:

  • O roteiro foi escrito pelos irmãos Coen com Jeff Bridges, John Goodman, Steve Buscemi e Sam Elliott em mente;
  • Charlize Theron esteve cotada para interpretar a personagem Bunny;
  •  As filmagens ocorreram entre 27 de janeiro e 25 de abril de 1997;
  • O personagem de Jeff Bridges foi baseado em Jeff Dowd, que ajudou os irmãos Coen a obter o seguro de distribuição de seu primeiro filme, Gosto de Sangue (1984);
  • Várias das roupas usadas por Jeff Bridges em cena são suas;
  • O diretor John Milius serviu de inspiração para o personagem Walter. Milius é conhecido por sua obsessão por armas e artefatos militares;
  • A banda fictícia Autobahn é uma paródia à banda Kraftwerk, que possui uma música com este nome. Além disto, a arte visual de seu disco é parecida com a de "Man-Machine", do Kraftwerk;
  • Flea, baixista da banda Red Hot Chilli Peppers, faz uma participação como um dos integrantes da banda Autobahn;
  • O roteirista Charlie Kaufman aparece em uma ponta, durante a cena de dança interpretativa, como um integrante do público no teatro. No roteiro de Quero Ser John Malkovich (1999), de autoria de Kaufman, também há uma cena de dança interpretativa;
  • Asia Carrera, a garota que aparece junto aos personagens Bunny Lebowski e o niilista no filme pornô que Maude mostra ao Dude, é uma atriz pornô de verdade;
  • A única vez em que Donny não consegue um strike jogando boliche é um pouco antes de sua briga com os niilistas;
  • A palavra "dude" é dita 161 vezes ao longo do filme;
  • A palavra "fuck" e suas variações são ditas 292 vezes ao longo do filme;
  • O personagem de Jeff Bridges diz "man" 147 vezes ao longo do filme. Trata-se de uma média de 1,5 a cada minuto do longa-metragem;
  • O personagem de Jeff Bridges toma nove drinks White Russian ao longo do filme;
  • Joel Coen e Ethan Coen assinam a edição através do pseudônimo Roderick Jaynes;
  • Seu orçamento foi de US$ 15 milhões.
Informações:

Título Original: The Big Lebowski
Direção: Joel Coen
Origem: EUA; Reino Unido
Duração: 117 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho:409 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

20 fevereiro 2011

Download: Gosto de Sangue (1984)

Sinopse:

Julian Marty (Dan Hedaya) é o dono de um bar numa cidade do Texas e desconfia que sua mulher, Abby (Frances McDormand), o está traindo com Ray (John Getz), um de seus empregados. Marty decide por contratar um detetive para segui-los, e acaba confirmando suas suspeitas. Ele então faz um novo acordo com o detetive, propondo que ele mate sua esposa e o amante dela enquanto ele estiver fora da cidade.

Curiosidades:

  • O título original do filme é uma expressão que designa o estudo da mente de alguém que acabou de cometer um crime;
  • Filme de estréia de Joel Coen como diretor;
  • Joel Coen e Ethan Coen trabalham também como editores de Gosto de Sangue, usando o pseudônimo Roderick Jaynes;
  • A atriz Holly Hunter foi convidada a interpretar a personagem Abby, mas teve que desistir devido a estar encenando uma peça teatral em Nova York na mesma época. Foi quando Hunter incentivou sua colega de quarto, Frances McDormand, a fazer um teste para o papel;
  • Este é o 1º de 7 filmes em que o diretor Joel Coen e a atriz Frances McDormand trabalham juntos. Os demais foram Arizona Nunca Mais (1987), Ajuste Final (1990), Barton Fink - Delírios de Hollywood (1991); Fargo (1996), O Homem Que Não Estava Lá (2001) e Queime Depois de Ler (2008);
  • Gosto de Sangue foi concluído em 1982, mas apenas foi lançado comercialmente nos Estados Unidos dois anos depois;
  • Refilmado como San Qiang Pai an Jing Qi (2009).
Informações:

Título Original: Blood Simple
Direção: Joel Coen
Origem: EUA
Duração: 97 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho:314 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

19 fevereiro 2011

Download: Sid & Nancy - O Amor Mata (1986) [Pedido]

Sinopse:

Uma trágica história de amor e devoção total até a morte. O lendário Sid Vicious, integrante do Sex Pistols, tem sua participação menosprezada pela banda, mas teve uma vida mais agitada e fascinante do que todos os integrantes juntos. Sua vida já tumultuada e autodestrutiva, foi potencializada com a chegada de Nancy.

Viciados em heroína e tendo eles juntos como uma droga do outro, Sid & Nancy são os ícones perfeitos da geração punk da década de 1970. Gary Oldman e Chloe Webb impressionam nos papéis centrais do filme, e nos levam numa alucinante viagem aos becos e porões do movimento punk na Inglaterra. Com Courtney Love como Gretchen. O filme romanceia fatos reais: Sid, em liberdade condicional, quatro meses depois de ter esfaqueado acidentalmente Nancy, morreu de overdose de heroína, em 1979.

Informações:

Título Original: Sid & Nancy
Direção: Alex Cox
Origem: Reino Unido
Duração: 111 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 370 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

Download: Reencontrando a Felicidade (2010) [Pedido]

Sinopse:

Becca (Nicole Kidman) e Howie Corbett (Aaron Eckhart) formavam uma família feliz, mas suas vidas viraram do avesso após a morte do filho, Danny (Phoenix List) num acidente de carro. Depois de largar a carreira de executiva para virar dona de casa, ela tenta redefinir sua vida, se cercando dos amigos e pessoas bem intencionadas para ajudar a superar a dor da perda. É quando começa uma misteriosa amizade com o jovem Jason (Miles Teller), motorista do carro no fatídico acidente. Enquanto isso, Howie mergulha no passado, buscando apoio em estranhos que podem oferecer algo que a esposa não pode dar. Assim, perdidos em seu sofrimento, os Corbett fazem escolhas surpreendentes para seu futuro.

Curiosidades:
  • Nicole Kidman produziu o filme, mas não tinha visto a peça original da Broadway que estreou em 2006, mas tinha lido uma crítica positiva. Ela escalou seu produtor da Blossom Films para ver uma apresentação e ele, posteriormente, marcou um encontro com o autor da peça David Lindsay-Abaire e conversaram sobre fazer um filme;
  • O roteiro acabou sendo feito pelo próprio autor. A atriz, depois de lê-lo, acabou assistindo uma versão australiana da produção;
  • O diretor John Cameron Mitchell se sentiu atraído pelo projeto por questões pessoais. Aos 14 anos, ele perdeu um irmão de 10 por problemas no coração. O fato foi tão rápido e inesperado que até hoje, ele e a família ainda estão sob efeito do acontecimento;
  • O cultuado cineasta Sam Raimi chegou a ter seu nome associado a Rabbit Hole em 2009, mas o Homem-Aranha seria conflitante. No fim das contas, ele acabou ficando de fora dos dois, uma vez que foi substituído por Marc Webb (500 Dias com Ela) no longa do herói aracnídeo;
  • Rabbit Hole foi rodado em 28 dias;
  • O longa foi inteiramente filmado em Nova York, Estados Unidos;
  • Seu orçamento está estimado em US$ 10 milhões;
  • O ator Aaron Eckhart, que vive o marido do personagem de Nicole Kidman, foi escolha pessoal da atriz;
  • É o primeiro filme de Kidman como produtora e atriz principal;
  • Cynthia Nixon (a Miranda de Sex and the City 2) ganhou um prêmio Tony, espécie de Oscar do teatro, por seu papel de mãe em luto, personagem de Kidman no filme;
  • Por coincidência, Kidman e Eckhart trabalharam em filmes da franquia do homem-morcego. Ela atuou em Batman Eternamente como Dra. Chase Meridian, e ele como Harvey Dent / Duas Caras em Batman - O Cavaleiro das Trevas;
  • Rabbit Hole estreou em 17 de dezembro de 2010 em circuito limitado nos Estados Unidos, tendo participado nos meses anteriores de alguns festivais de cinema na Europa, Canadá e no próprio país;
Informações:

Título Original: Rabbit Hole
Direção: John Cameron Mitchell
Origem: EUA
Duração: 91 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 699 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Filme
Legenda Pt/Br

18 fevereiro 2011

Download: O Pequeno Soldado (1963)



Sinopse:

1958, guerra da Argélia. Bruno Forestier (Michel Subor) é desertor, está refugiado em Genebra e se apaixona por Veronica Dreyer (Anna Karina). Um partido de extrema esquerda ordena que ele tem de eliminar um jornalista político da rádio suíça.
http://www.blogger.com/img/blank.gif
Informações:

Título Original: Le Petit Soldat
Direção: Jean-Luc Godard
Origem: França
Duração: 88 min
Idioma: Francês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 1,2 gb
Servidor: Mediafire

Link:

Torrent - Mediafire

Download: Carlitos Nas Trincheiras (1918)

Sinopse:

O filme se passa na França, durante a primeira guerra mundial. Chaplin faz um recruta que vira um herói e é convocado para uma perigosa missão que se localiza nas linhas inimigas. Isso seria bom, se tudo não passasse de um sonho.

Informações:

Título Original: Shoulder Arms
Direção: Charles Chaplin
Origem: EUA
Duração: 46 min
Idioma: Mudo
Legendas: S/L
Formato: avi
Tamanho: 418 mb
Servidor: Megaupload

Link:


Parte única

Download: Kid Auto Races at Venice (1914)

Sinopse:

Chaplin interpreta um vagabundo espectador de uma corrida de carros para crianças em uma praia de Los Angeles, chamada Venice. Um cameraman que está filmando o acontecimento, é interrompido pelo espectador que insiste em aparecer no filme, interrompendo a filmagem, atrapalhando a corrida e causando frustração no público e nos participantes.

Informações:

Título Original: Kid Auto Races at Venice
Direção: Henry Lehrma
Origem: EUA
Duração: 11 min
Idioma: Mudo
Legendas: S/L
Formato: avi
Tamanho: 94 mb
Servidor: Megaupload

Link:


Parte única

Download: O Nascimento de uma Nação (1915)

Sinopse:

Diversos pontos da história norte-americana são repassados sob a história de dois irmãos, chamados Phil e Ted Stoneman, que acabam em lados opostos a uma família amiga, os Camerons, durante a Guerra Civil.
O nascimento de uma nação é um dos filmes mais populares da era do cinema mudo. É bastante importante devido a suas inovações técnicas. Porém, ele glorifica a escravatura e justifica a segregação racial, em linha com o movimento intelectual denominado Lost Cause. Ao mostrar um grupo de brancos linchando um negro de maneira aprovativa, o filme afirma e promove o contexto cultural para o aparecimento da Ku Klux Klan, que liderou grupos de brancos vestindo lençóis brancos ao linchamento dos afro-americanos.
Muito controverso, o filme dirigido por D. W. Griffith foi baseado nas novelas de Thomas Dixon The Clansman e The Leopard's Spots. Ele foi lançado em 1915 e é creditado por garantir o futuro dos longa-metragens e solidificar os símbolos da linguagem cinematográfica. O filme estreiou em 8 de fevereiro de 1915 em Los Angeles, Califórnia, com o título de The Clansman, mas foi retitulado em sua estréia em Nova Iorque três meses mais tarde.
O título original do filme, The Clansman foi mudado para O nascimento de uma nação para refletir na teoria de que antes da Guerra Civil Americana, os Estados Unidos da América era uma grande coalizão de estados antagonistas entre si, e que a conquista dos estados do norte no sul finalmente enlaçou todos os estados sob a autoridade nacional.
A controvérsia que o filme causou gira em torno da premissa de que a primeira Ku Klux Klan restauraria a ordem no sul pós-guerra, que estaria "ameaçado" por afro-americanos "incontroláveis" e seus aliados: abolicionistas, mulatos e republicanos do norte.
Apesar de lucrativo, e também popular entre os críticos e público brancos, o filme gerou protestos significantes em seu lançamento por afro-americanos. Estréias do filme eram acompanhadas de prostestos da recém-fundada NAACP. Griffith disse que ficou surpreso com as duras críticas. O nascimento de uma nação é associado ao segundo surgimento da Ku Klux Klan, que renasceu no ano de lançamento do filme, após um período de não existência. O nascimento de uma nação conseguiu mais de 10 milhões de dólares americanos nas bilheterias do mundo todo (o que seria mais de 180 milhões de dólares dos dias atuais). Este filme ainda é estudado por historiadores de cinema e cultura, e em 1992 a Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos renomeou-o "culturalmente significante" e selecionou-o para preservação no Registro Nacional dos Filmes.

Curiosidades:
  • O diretor D.W. Griffith visualizou todo o filme em sua mente, não tendo escrito um roteiro ou feito anotações sobre as cenas.
  • Foi o 1º filme na história a ultrapassar os 100 minutos de duração.
  • Os personagens negros de O Nascimento de uma Naçãoforam interpretados por atores brancos, que usaram maquiagem.
  • O uso excessivo de bombas de fumaça teve o objetivo de tornar obscura a maior parte do campo de batalha.
  • Os diretores John Ford e Raoul Walsh possuem pequenos papéis em O Nascimento de uma Nação.
  • Estreou em Nova York com os ingressos custando US$ 2 cada, um valor astronômico para a época. Apesar disto, o filme permaneceu um ano em cartaz e levou mais de um milhão de pessoas aos cinemas.
  • Foi lançado em Los Angeles com o título "The Clansman".
  • Devido ao seu conteúdo racista, O Nascimento de uma Nação foi banido em várias cidades importantes dos Estados Unidos, como Los Angeles.
  • Foi o 1º filme a ser exibido na Casa Branca, para o na época Presidente dos Estados Unidos Woodrow Wilson.
  • Em 1921 e 1927 foram lançadas nos cinemas novas versões do filme, refletindo mais as questões políticas da trama.
  • Em 1931 foi lançada uma versão menor, com 169 minutos, que possuía também uma trilha sonora tocada por uma orquestra.
  • O orçamento original de O Nascimento de uma Nação era de US$ 40 mil, mas o diretor D.W. Griffith gastou US$ 110 mil para rodar o filme.
Informações:

Título Original: The Birth of a Nation
Direção: D.W. Griffith
Origem: EUA
Duração: 3 horas
Idioma: Mudo
Legendas: S/L
Formato: mp4
Tamanho: 749 mb
Servidor: Megaupload

Link:


Parte única

16 fevereiro 2011

Download: Viver a Vida (1962)



Sinopse:

Nana (Anna Karina) é uma jovem que abandona o seu marido e o seu filho para iniciar sua carreira como atriz. Para financiar sua nova vida começa a trabalhar numa loja de discos, mas não ganha muito dinheiro. Como não consegue pagar o aluguel,Nana é expulsa de casa e decide virar prostituta. No primeiro dia que começa a trabalhar na rua, reencontra Yvette (Guylaine Schlumberger), uma velha amiga que lhe confessa que também se prostituie por necessidade. Yvette lhe apresentará a Raoul (Saddy Rebot), que se converterá em seu cafetão. A partir desse momento, Nana irá introduzindo-se progressivamente no mundo da prostituição.

Informações:

Título Original: Vivre Sa Vie
Direção: Jean-Luc Godard
Origem: França
Duração: 83 min
Idioma: Francês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 530 mb
Servidor: Megaupload

Link:


Parte única

Download: Bad Taste (1987)

Sinopse:

Este é o primeiro longa-metragem dirigido por Peter Jackson. Teve seu início em 1983. Originalmente, seria um curta de 15 minutos, mas a versão final ficou com 92 minutos. O filme levou quase 4 anos para ser finalizado. A equipe técnica (composta por amigos  de Jackson) trabalhou nos fins de semana e feriados. O filme é um testamento do que pode ser feito com um orçamento mínimo e muita dedicação.
Considerado o "Cidadão Kane" do trash movie, este filme é uma obra-prima da bestialidade humana. A história se passa com um coletor de impostos, Giles Copland (Craig Smith), vai até uma pequena cidade do interior da Nova Zelândia chamada Kaihoro, e encontra tudo estranhamente vazio, sendo surpreendido pela perseguição de um psicopata armado com uma faca enorme, Robert (Peter Jackson).

Informações:

Título Original: Bad Taste
Direção: Peter Jackson
Origem: Nova Zelândia
Duração: 92 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 329 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

Download: Palhaços Assassinos do Espaço Sideral (1988)

Sinopse:

Numa noite de sexta-feira, Mike e Debbie namoram no banco de trás do carro, quando vêem uma forte luz que rasga o céu e cai numa clareira. Partem para lá e encontram uma brilhante tenda de circo. São os palhaços assassinos que chegaram do outro mundo.

Informações:

Título Original: Killer Klowns From Outer Space
Direção: Stephen Chiodo
Origem: EUA
Duração: 87 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 285 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

14 fevereiro 2011

Cine Trash #2: Killer Klowns From Outer Space


Eles são palhaços, eles são assassinos e eles são... do espaço sideral?


Qual a definição de trash? Quando ouço o termo a primeira coisa que me vem a cabeça são os filmes de Ed Wood e filmes como “Manos: The hands of fate”. Trabalhos extremamente mal realizados, dirigidos por cineastas cuja capacidade técnica beira ao ridículo. Mas e quando o trabalho é tecnicamente muito bem feito? Quando o filme é um “terror comédia” voluntário e faz de tudo para ser Trash? Esse é o caso de “Palhaços assassinos”, um filme que não se leva a sério que foi levado a sério por seus realizadores (Sic).

O filme começa mostrando a cidade de “crescent cove”, uma cidadezinha típica desse tipo de produção, onde adolescentes estão reunidos para namorar em seus carros no topo de uma colina. O casal de mocinhos é ai introduzido. Mike (Grant Kramer) e Debbie (Suzzane Snyder) vêem um “cometa” cair na floresta e Mike decide investigar. Apesar da relutância de Debbie, o casal adentra a floresta e encontra uma tenda de circo.

O jovem casal, levado pela curiosidade, entra na tenda e encontra por acaso alguns moradores da cidadezinha presos em casulos de algodão doce. Os jovens logo descobrem que a tenda na verdade se trata de uma nave espacial, tripulada por corpulentos palhaços mutantes, que pelo jeito só pararam na terra para um lanchinho. Os jovens conseguem escapar dos palhaços e de suas terríveis armas de pipoca, e agora devem alertar a cidade do perigo inusitado que a espreita.

O filme é muito divertido, as cenas são engraçadas e os efeitos especiais são satisfatórios. A história é fraquinha que dói, mas o roteiro é divertido e brinca com a maioria dos clichês do gênero, começando com a cidadezinha de interior, passando pelo policial cético e pelos vilões que tentam matar todo mundo, mas apenas capturam a mocinha. É normal que em “filmes B” as atuações fiquem muito aquém do esperado, mas até neste sentido o filme surpreende, com atuações convincentes ou no mínimo esforçadas.

O filme até tenta criar um clima de tensão na cena em que um dos palhaços tenta atrair uma menininha tímida para fora da lanchonete, enquanto a espera com uma grande marreta escondida. Mas passada esta cena o filme volta a ser uma história surrealmente divertida (se é que esta expressão existe).

O filme pode até não ser trash em sua concepção, mas um filme que conta a história de um grupo de palhaços assassinos mutantes invadindo uma pequena cidade, não pode ser classificado de outra forma. Além do mais, a película passou e reprisou no cine trash da bandeirantes, então é trash e ponto final.

Top situações esdrúxulas de “Palhaços assassinos”:

Alerta de spoilers: Só leia os próximos parágrafos se já tiver assistido ao filme.

  • Após seu cachorro sumir, o velho caipira que é o primeiro a encontrar o circo/nave, dá um soco na tenda do circo, por que diabos ele faz isso? Só para que saibamos que é feita de metal?
  • Quando o casal de mocinhos está no interior da espaço-nave, na sala onde os casulos de algodão doce são armazenados, Mike diz: “Isso deve ser uma fabrica de algodão doce. É aqui que eles penduram para secar antes de mandar o produto pra fora!” Quem já viu um algodão doce ser feito na vida, sabe que o que ele disse é uma grande bobagem!
  • Porque os palhaços notavam rapidamente aqueles que se aproximavam da nave exceto os dois heróis?
  • A cena mais divertida do filme é aquela em que os jovens escapam do interior da espaço-nave para a floresta, dois palhaços que os estão perseguindo fazem um cachorro de balões para rastreá-los. É muito engraçado ver os dois palhaços mutantes grandalhões saírem correndo com aqueles pés imensos fingindo estarem sendo guiados pelo farejador de balão.
  • Os palhaços não eram muito inteligentes e não trouxeram muitos meios de transporte para a terra. A maior parte deles teve que percorrer a pé as 5 milhas até Crescent cove, mas mesmo assim, eles percorreram muito rápido o trajeto, e chegaram lá praticamente junto com os heróis que saíram voando de carro.
  • Os palhaços têm em média 2 metros e meio e chamam atenção, mas saem de cara limpa pelas ruas da cidade, mas não pense que eles não se importam em serem descobertos, eles precisam ser muito criativos. Uma cena muito engraçada é aquela em que um dos palhaços imita a coreografia de um gorila mecânico que fica em frente a uma farmácia para que as jovens que estão entrando no estabelecimento não desconfiem de nada.
  • A cena em que um dos palhaços realiza um pequeno show com fantoches para atrair uma vítima é também muito divertida.
  • A cena em que um grupo de palhaços vai entregar uma pizza em uma residência e surpreendem os proprietários da casa quando um dos alienígenas sai de dentro de uma das caixas de pizzas para fazer uma nova vítima.
  • A clássica cena em que o pequeno palhaço da “bicicletinha” arranca a cabeça de um valentão com o soco, afugentando os demais valentões que estavam a sua volta.
  • Outra cena divertida é aquela em que a mocinha vai pular pela janela e têm quatro palhaços vestidos de bombeiro esperando com um trampolim.
  • Parece que ninguém possui parentes ou pessoas queridas na cidade, pois todos só se preocupam em salvar a Debby quando esta é capturada.
  • Os palhaços conseguem subir pulando em prédios, mas não conseguem subir na pequena plataforma em que os heróis sobem no final.
  • Uma cena ridícula é aquela quando Mike grita para Rich e Paul saírem do furgão que está prestes a ser destruído e esses se recusam a abandonar o mesmo, pois segundo eles: “O furgão é alugado”.
  • O policial Dave não errou um único tiro nos narizinhos dos palhaços mutantes, mas errou o narigão do palhaço gigante.
  • Por que diabos depois de o palhaço gigante ter sido destruído a nave explodiu? E por que o carro em que os mocinhos estavam não explodiu já que este estava dentro da nave? Seria o veículo dos palhaços feito de um material alienígena indestrutível? Então por que eles não fizeram a nave inteira deste material?
  • A explicação pelo qual os irmãos Terenzi ficaram vivos é muito idiota. “Estávamos no freezer junto com os sorvetes”. O maldito furgão explodiu com freezer e tudo!
  • No final das contas os palhaços mataram a cidade inteira menos os personagens principais, e eles não pareceram se preocupar muito com isso.















Titulo original: Killer Klowns From Outer Space
Ano de lançamento: 1988
País: EUA
Direção: Stephen Chiodo
Roteiro: Charles Chiodo, Edward Chiodo
Produção: Chiodo Brothers Production


Luiz Gustavo Kiesow

Download: Atividade Paranormal 2 (2010)



Sinopse:

Após sofrer uma tentativa de invasão em sua casa, uma família instala diversas câmeras ao redor da casa. O problema é que eles descobrem que os eventos que ocorrem são muito mais apavorantes do que eles imaginavam.

Informações:

Título Original: Paranormal Activity 2
Direção: Tod Williams
Origem: EUA
Duração: 95 min
Idioma: Inglês, Espanhol
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 300 mb
Servidor: Megaupload

Link:

Parte única

13 fevereiro 2011

Download: O Garoto de Liverpool (2009)


Sinopse:

Aaron Johnson interpreta o solitário adolescente John Lennon, que viria a compor uma das bandas mais importantes do rock, Os Beatles. O longa mostra a infância, a juventude e os primeiros momentos como músico. Lennon é um adolescente solitário, abandonado pela mãe, Julia, e criado pela autoritária Tia Mimi. A amizade com Paul McCartney é seu único escape.

Informações:

Título Original: Nowhere Boy
Direção: Sam Taylor-Wood
Origem: Canadá/Reino Unido
Duração: 98 min
Formato: avi
Tamanho: 699 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Filme
Legenda Pt/Br

10 fevereiro 2011

Artigo: A Onda (2008)


Ótimo drama funciona como filme e ainda levanta questionamentos sociais muito pertinentes.

O cinema  alemão contemporâneo parece carregar certa preocupação já há considerável tempo, demonstrando através de filmes políticos reconhecer o que o país causou ao mundo, através de sua administração governamental, durante parte do século passado. Ótimos exemplos como Adeus, Lênin!, Edukators e A Vida dos Outros justificam a afirmação anterior, assim como A Onda, filme que se une ao segmento supracitado que, além de agregar mérito à cinematografia alemã recente, serve como base para análises sociológicas muito pertinentes à questões nem sempre levantadas.
A Onda se inicia com uma informação que pode impressionar quem conhece previamente o tema do filme: é baseado em fatos. Nele, o professor Rainer Wenger deve trabalhar com seus alunos a autocracia, embora estivesse esperando a anarquia como temática para sua disciplina de curta duração. Em dúvida sobre como levantar tal assunto em aula, ainda mais quando seus alunos apresentam certo desinteresse, decide demonstrar na prática o significado da autocracia e dos mecanismos fascistas que hoje fazem parte do passado do governo alemão.

Na turma de Rainer, professor que já era admirado por seus alunos anteriormente, em parte por ser jovem e dono de estilo despojado - uma camiseta da banda Ramones é peça de seu vestuário no primeiro dia de aula, por exemplo -, o movimento começa através do sugerido poder pela disciplina, fazendo com que sua turma siga algumas regras a fim de se tornar obediente. Proclamado o líder, Rainer segue alimentando o movimento com indicações, que passam cada vez mais a agradar os alunos: define um nome para o grupo (Die Welle, no original, traduzido como A Onda), um símbolo, um cumprimento e um uniforme. Através de cada pequena imposição o professor vê suas intenções funcionando, mas não as consequências, já que a experiência sai da sala de aula e se torna ideologia dos jovens influenciados. O Die Welle então se torna um movimento do coletivo, que termina com a individualidade e livre arbítrio dos membros em benefício à suposta ordem e união. A manifestação rapidamente se dissipa pela escola e cada vez mais alunos decidem integrar o grupo, que discrimina qualquer um que não faça parte dele.

Ocorrido originalmente na Califórnia, em 1967, o experimento que deu origem ao filme foi batizado de A Terceira Onda e proposto por Ron Jones, professor de história que devia abordar o fascismo em aula. Jones optou pela experiência quando percebeu que seus alunos não compreendiam a declarada ignorância do povo alemão em relação ao extermínio de judeus, durante o regime nazista. O professor decidiu então simular em uma espécie de microcosmo social, composto por ele e seus alunos, o término da democracia para elevar o poder da unidade, enquanto seguia a máxima “força pela disciplina, força pela comunidade, força pela ação, força pelo orgulho”.

Através de ótica pessimista, A Onda funciona tanto como obra cinematográfica inteligente quanto crítica social, embora peque vez ou outra ao inserir resoluções que obviamente favorecem mais o drama que a realidade. Enquanto acerta no tom com que demonstra as transformações vividas pelo personagem do professor, que fica cego pelo controle e não percebe as implicações prejudiciais de seu experimento, o filme apresenta a juventude através de um viés pouco aprofundado, acrescentando personagens inverossímeis que se enquadram em arquétipos recorrentemente utilizados no cinema com ambientação escolar: o esportista popular, a garota inteligente e alternativa, o jovem deslocado e incompreendido, dentre outros.

Com direção competente de Dennis Gansel, realizador que reconheceu a força da história que tinha em mãos e procurou a beneficiar com sua direção, e não se sobrepor a ela, A Onda ainda conta com um elenco que, diferentemente do Die Welle, funciona tão bem na unidade quando no coletivo. Uma boa surpresa é a performance de Jürgen Vogel, intérprete de Rainer, que não desequilibra a narrativa com excessos e apresenta desempenho bastante satisfatório. No roteiro de Peter Thorwarth e do próprio Gansel ainda se percebe a preocupação de ambos em destinarem o tempo correto de participação e destaque tanto ao núcleo adolescente quanto ao personagem do professor, o que serve para que o espectador se integre à realidade da obra em questão e sinta maior empatia e identificação para com seus personagens, assimilando as motivações de cada um para suas atitudes – mas nem sempre as compreendendo ou as aceitando.


A Onda revisita situações e levanta questionamentos que parecem distantes da realidade social de hoje para muitos, mas que são facilmente identificados, uma vez que se considere a homogeneização da população contemporânea, massificada não apenas pela mídia – como corretamente é dito – mas também por si própria. O pensamento fabricado é realidade latente de nosso tempo e aparece no grupo de A Onda como crítica ao comportamento do jovem do novo século, facilmente influenciável, que busca a integração em grupos sociais e abnega sua liberdade individual para fazer parte de algo maior. 

Fonte: Cineplayers

Download: A Onda (2008)

Sinopse:

Rainer Wegner, professor de ensino médio, deve ensinar seus alunos sobre autocracia. Devido ao desinteresse deles, propõe um experimento que explique na prática os mecanismos do fascismo e do poder. Wegner se denomina o líder daquele grupo, escolhe o lema “força pela disciplina” e dá ao movimento o nome de A Onda. Em pouco tempo, os alunos começam a propagar o poder da unidade e ameaçar os outros. Quando o jogo fica sério, Wegner decide interrompê-lo. Mas é tarde demais, e A Onda já saiu de seu controle. Baseado em uma história real ocorrida na Califórnia em 1967.

Informações:

Título Original: Die Welle
Direção: Dennis Gansel
Origem: Alemanha
Duração: 101 min
Formato: rmvb
Tamanho: 341 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

Download: Sodomites (1998)




Sinopse:


“Sodomites” é um curta do polêmico diretor francês Gaspar Noé que já possui princípios que se destacam no seu famoso Irreversível: o jogo de imagem, barulhos e edição rápida, o tema da vida e morte no sexo.

Informações:

Título Original: Sodomites
Direção: Gaspar Noé
Origem: França
Duração: 7 min
Formato: rmvb
Tamanho: 15 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

09 fevereiro 2011

Download: Os Famosos e os Duendes da Morte (2009)




Sinopse:

O menino sem nome conhece a garota sem pernas, que lhe mostra um mundo no qual ele embarca como alguém que nunca mais deseja voltar à realidade. Para o menino, a vida virtual é a única verdade. Mas a garota parte para outro mundo, deixando imortalizada sua história em vídeos e fotos na web. A partida da única pessoa da cidade com quem ele se identifica deixa o menino ainda mais sozinho. Guiado pela música de Bob Dylan, ele mergulha em suas lembranças até que o surgimento de uma figura misteriosa desencadeia uma série de acontecimentos em sua vida até então previsível.

Informações:

Título Original: Os Famosos e os Duendes da Morte
Direção: Esmir Filho
Origem: Brasil, França
Duração: 101 min
Idioma: Português, Alemão
Formato: avi
Tamanho: 700 mb
Servidor: Mediafire

Links:

Mediafire - Torrent

Download: Vida de Cachorro (1918)

Sinopse:

Um pequeno vagabundo vive na rua, dormindo, roubando e comendo como um cão; a polícia o coloca para fora das calçadas, enxota-o e ele sai em busca de abrigo. Para sobreviver, ele busca algum emprego. O cão, por sua vez, também luta para sobreviver. É essa situação que faz com que os dois se identifiquem: o vagabundo e o cão. O vagabundo decide ficar em companhia do único que o compreende.
Os dois vão a um clube, onde presenciam uma cantora ser maltratada pelo público. Agora eles são três, e vão tentar iniciar uma nova vida.
Filme de estrutura simples, porém com cenas que ficarão na história do cinema. Comparar o vagabundo com um caozinho, por si só já é motivo para deixar o espectador triste. Chaplin desenvolveu mais ainda, neste filme, a capacidade de fazer-nos rir e chorar. A cena em que Carlitos joga cartas com dois ladrões pode ser considerada uma das mais completas de toda a história do cinema.

Informações:

Título Original: A Dog's Life
Direção: Charles Chaplin
Origem: USA
Duração: 33 min
Idioma: Mudo
Legendas: S/L
Formato: rmvb
Tamanho: 252 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

Download: Ed Wood (1994)

Sinopse:

Um retrato da vida de Ed Wood (Johnny Depp) concentrado nos anos 50, quando se envolveu com um bando de atores desajustados, incluindo um Bela Lugosi (Martin Landau) em fim de carreira, e fez filmes de péssima qualidade, que o fizeram passar para a história como o pior diretor de todos os tempos.

Curiosidades:

  • Durante a cena entre Orson Welles e Ed Wood, Welles comentava que estava fazendo um filme com Charlton Heston, que seria rodado no México. Trata-se de uma referência a A Marca da Maldade, de 1958;
 Informações:

Título Original: Ed Wood
Direção: Tim Burton
Origem: EUA
Duração: 127 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 413 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

07 fevereiro 2011

Download: Insônia (2002) [Pedido]


Sinopse:

Will Dormer (Al Pacino) é um policial enviado para uma pequena cidade do Alasca onde, em meio às investigações em torno do assassinato de uma adolescente, acaba atirando acidentalmente em Hap Eckhart (Martin Donovan), seu próprio parceiro, enquanto tentava apreender um suspeito. Consumido pela culpa, Dormer ganha inesperadamente um álibi, fornecido pela própria polícia, que acaba aumentando ainda mais sua sensação de culpa por causa da morte de Eckhart. Ainda tendo que resolver o caso do assassinato da adolescente, Dormer passa a ser chantageado por Walter Finch (Robin Williams), o suspeito que tentava prender, que o acusa de ter armado a situação para que não fosse condenado pela morte de seu parceiro. Enquanto isso, Ellie Burr (Hilary Swank), uma detetive local, resolve iniciar uma investigação por conta própria para descobrir o que realmente aconteceu entre Dormer e Eckhart.

Informações:

Título Original: Insomnia
Direção: Christopher Nolan
Origem: EUA
Duração: 108 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 911 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Filme
Legenda Pt/Br

Download: Monster - Desejo Assassino (2003) [Pedido]

Sinopse:

Vítima de abusos durante a infância, Aileen Wuornos (Charlize Theron) tornou-se prostituta ainda na adolescência. Ela está prestes a acabar com a própria vida quando conhece Selby (Christina Ricci), uma jovem lésbica com quem acaba se envolvendo. Certa noite, depois de ser agredida por um cliente, Aileen acaba matando o sujeito. O incidente desencadeia uma série de outros assassinatos, que faz com que ela fique conhecida como sendo a primeira serial killer dos Estados Unidos.

Curiosidades:
  • Charlize Theron ganhou 13 quilos para interpretar sua personagem, enquanto que Christina Ricci ganhou 4 quilos;
  • O orçamento de Monster - Desejo Assassino foi de US$ 8 milhões.
Informações:

Título Original: Monster
Direção: Patty Jenkins
Origem: EUA
Duração: 109 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 701 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Filme
Legenda Pt/Br

05 fevereiro 2011

Download: Viagem à Lua (1902)

Sinopse:

Este curta-metragem de Georges Melies mostra uma das visões fantasiosas que os homens possuíam da Lua nos primeiros anos do século XX. Uma expedição formada por corajosos homens vai para o satélite da Terra, onde encontra seres nada amistosos, são capturados e devem fugir para retornar ao nosso planeta.

Informações:

Título Original: La Voyage dans la Lune
Direção: George Mèlies
Origem: França
Duração: 12 min
Idioma: Mudo
Legendas: Português
Formato: avi
Tamanho: 224 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Parte única

04 fevereiro 2011

Download: Manos: The Hands of Fate (1966)

Sinopse:

A história é sobre uma família em férias: Michael (Warren) e Margaret (Diane Mahree), a filha Debbie (Jackey Neyman) e o cão Peppy, que se hospedam em um hotel na estrada que na verdade é a sede de um culto pagão nefasto.
É um filme escrito, dirigido e produzido pelo vendedor de fertilizante americano Hal Warren em 1966, como resultado de uma aposta. Ele queria fazer um filme de horror com orçamento baixo ($19,000). O resultado foi um filme considerado por muitos como sendo um dos piores já feitos.

Informações:

Título Original: Manos: The Hands of Fate
Direção: Harold P. Warren
Origem: EUA
Duração: 74 min
Idioma: Inglês
Legendas: Português
Formato: Opção 1: avi | Opção 2: rmvb
Tamanho: Opcão 1: 698 mb | Opção 2: 200 mb
Servidor: Megaupload

Links:

Opção1:
Filme
Legenda Pt/Br

Opção 2:
Parte única

02 fevereiro 2011

Cine Trash #1: Manos: The Hands of Fate


Sou fã de cinema trash. Na verdade sou mais que fã, para mim é tão prazeroso assistir à um clássico de Hitchcock quanto à um (por que não) clássico de Ed. Wood. O cinema trash é divertido, descompromissado, sincero e na maioria das vezes resultado do esforço mutuo de artistas que não possuem a devida infra-estrutura para a realização de uma obra cinematográfica.
Começo hoje uma série de postagens sobre este gênero de cinema, o nome para esta coluna “Cine Trash” é uma singela homenagem ao programa de mesmo nome apresentado na Bandeirantes por José Mojica Marins nos anos 90. Creio que foi este programa que despertou em mim o amor pela sétima arte.

Para diretores criativos e talentosos, a falta de recursos não é um obstáculo tão grande a ser superado. É o caso de diretores como David Lynch e seu “Eraserhead” que custou a bagatela de 20 mil dólares, ou de Robert Rodriguez com seu divertidíssimo “El Mariachi”, que custou (pasmem) 7 mil dólares. Mas e quando alguém sem qualquer conhecimento técnico e experiência cinematográfica tenta gravar um grande filme com poucos recursos, pois este é o caso do filme que estréia a nossa coluna semanal, este filme é “Manos: Hands of fate” (Mãos: Mãos do destino!?), filme este que posso afirmar sem sombra de duvidas que é a coisa mais grotesca e amadora já lançada no cinema mundial, e também uma das mais divertidas.

Na verdade é um prazer escrever sobre esta maravilha cinematográfica, fico excitado só em saber que terei de assistir ao filme novamente, 74 minutos de pura diversão!

O inicio:

Hal Warren, um vendedor de fertilizante da cidade de El Passo (Texas), decidiu que seria capaz de dirigir um filme de baixo orçamento que revolucionaria o cinema de terror da época. O bem sucedido roteirista Stirling Silliphant, sabendo que a experiência de Warren se resumia a uma figuração em um seriado de TV, apostou que o vendedor de esterco não conseguiria produzir um filme bem sucedido. Warren comprou a aposta, aposta esta que futuramente daria a origem a Manos, uma obra prima do cinema Trash.

Produção:

Hal Warren conseguiu juntar 19 mil dólares, dinheiro esse que não era o suficiente para pagar por um elenco profissional ou equipamento de qualidade, mas não seria este pequeno infortúnio que faria o nosso diretor desistir. Warren contratou alguns atores de uma companhia de teatro de El Passo (que não possuíam qualquer experiência cinematográfica) e um punhado de mulheres de uma agencia de modelos, prometendo parte dos lucros da produção como pagamento.

Para a filmagem, Warren utilizaria uma única câmera Bell e Howard de 16mm, câmera essa que conseguia filmar apenas 32 segundos consecutivamente, o que exigiria uma grande quantidade de cortes em cada cena, mas como poderia isso representar um problema para o nosso genial diretor/roteirista/editor? Ah... E a mesma Bell e Howard também era incapaz de captar áudio, o que não seria nenhum problema já que os atores poderiam dublar o filme posteriormente, melhor ainda, apenas três pessoas dublariam todos os personagens do filme, entre eles é claro o nosso genial Vendedor de esterco/roteirista/diretor/editor/ator/dublador Harold P Warren.

O filme:
O filme começa mostrando uma família em férias, o pai Michael (interpretado pelo próprio Warren) a mãe Margaret (Diane Mahree) a filha Debbie (Jackey Neyman) e o cachorro da menina “Peppy” (o melhor ator do filme!).

Já nesta cena inicial é possível para o espectador perceber o que vem por ai, enquadramentos sem qualquer sentido, um imenso “espaço” entre os diálogos, e as atuações esdrúxulas já estão presentes somente no pequeno take em que a família está parada com o carro no meio de uma estrada texana.

O take inicial é seguido por uma gigantesca cena com a família “passeando” com o carro. Leia-se por gigantesca uma cena de quase 4 minutos onde NADA acontece. Dizem que a intenção do diretor era introduzir os créditos iniciais nesta cena, mas por algum motivo desconhecido Warren não o fez, fazendo com que uma cena se estendesse demais sem qualquer propósito, ao melhor estilo Glauber Rocha de fazer cinema (mereço um tiro pela comparação, eu sei). Destaque também para a trilha sonora que é o plano de fundo dos inexistentes créditos iniciais, uma música insuportavelmente insossa que se repete durante toda a película.

Em meio a estas cenas, aparece pela primeira vez o casal de namorados (Bernie Rosenblum e Joyce Molleur), que protagoniza uma trama “paralela” que não se encaixa de maneira nenhuma no enredo do filme. A verdade é que Warren havia contratado Joyce Molleur para o papel de Margaret, mas a atriz quebrou a perna antes da filmagem, então para não desperdiçar a atriz, nosso diretor inventou a trama do casal de namorados que passam o filme INTEIRO bebendo e se beijando dentro de um carro e de vez em quando são repreendidos por uma dupla de policiais locais.

Os mesmos policiais em dado momento param a família de Michael, onde temos uma das cenas mais divertidas do filme onde o policial (dublado por Warren) e Michael (também dublado por Warren) conversam algum tempo, uma cena onde basicamente ouvimos Warren falar com ele mesmo sem fazer qualquer esforço para mudar o tom de voz, simplesmente hilário!

A família finalmente encontra, parado em frente a uma casa, o esdrúxulo Torgo (John Reynolds), um homem com pernas tortas (que eram para parecerem pernas de bodes) e juntas volumosas, sem qualquer coordenação motora e cheio de problemas de fala e tiques nervosos. Torgo recebe o casal com a clássica fala: “I am Torgo. I take care of the place while the master is away” (Eu sou Torgo, eu cuido do lugar quando o mestre está fora).
Michael, que fala sempre em um tom muito mal educado, pergunta a Torgo sobre uma saída, este revela que “não há saída daquele lugar”. Michael pergunta se poderiam então passar a noite ali, Torgo diz que não, pois “o mestre não aprovaria”, mas o sensato pai de família insiste incansavelmente em permanecer no local e ainda obriga o pobre Torgo a carregar suas malas para dentro da casa, quando este cede. Dentro da casa a família se impressiona com uma “horripilante” pintura que retrata o Mestre (Tom Neyman) e seu dobermann negro de olhos penetrantes (sarcasmo).

O casal está tão distraído com o quadro que nem percebe quando Peppy sai da casa seguindo alguns estranhos uivos que vêm do lado de fora, o cãozinho começa a latir e para subitamente, Michael sai a sua procura e descobre que Peppy está morto, provavelmente vitima do sinistro dobermann do mestre.
Em função do acontecido, o casal consente que a atitude mais segura é deixar o local(nãããão?), Michael então obriga o pobre Torgo a levar as malas de volta para o carro.

O carro insiste em não funcionar e Michael tenta conserta-lo, deixando sua sobressaltada esposa sozinha com Torgo dentro da casa. Não demora para Torgo “corteja-la”, dizendo que não era justo o mestre querer Margaret, pois ele já tinha muitas esposas. Margaret assustada começa a implorar por socorro, naquela que deve ser uma das piores atuações da história, mas Michael não pode escutá-la. Torgo promete deixar Margaret em paz e ela promete não contar o ocorrido a Michael.

De volta a casa, Michael explica que o carro não funciona, sem ter como chamar por ajuda, a família decide ficar. O pobre Torgo é obrigado a carregar as malas de volta para a casa. O casal novamente volta a analisar o quadro e ficam tão distraídos que Debby foge da casa. Michael chama Torgo, e o obriga a procurar pela menina. Eles levam meia hora procurando em uma casa que consiste de uma sala, uma cozinha e um quarto.
Depois de tanto procurar, eles chegam a brilhante conclusão que ela deve ter saído.
O casal encontra Debby do lado de fora da casa, a menina tem ao seu lado o mesmo sinistro dobermann retratado na pintura do interior da casa. O cachorro foge e a menina se abraça em seus pais chorando, eles perguntam onde Debby encontrou o cão e pedem para ela leva-los até lá.
Enquanto isso, Torgo é visto no interior de uma Tumba onde um homem e algumas mulheres parecem dormir em uma espécie de transe. Torgo começa a xingar seu mestre, dizendo que ele não precisa de tantas esposas. O caseiro começa a Bolinar uma das esposas do mestre, não fazendo nada demais é claro. Depois de satisfeito, Torgo retorna a casa para dormir.

A família encontra a tumba e foge desesperada, esta cena dura uns 2 segundos se o espectador piscar perde. Michael resolve ir atrás de Torgo para questionar sobre a tumba. Margaret fica em um dos quartos da casa à pedido de seu marido, enquanto ele mesmo vai procurar Torgo para pedir explicações. Ele é atacado pelo descoordenado caseiro que o nocauteia, e o amarra em uma arvore.
Na tumba, o mestre desperta e inicia o ritual de adoração à manos, que parece ser uma espécie de divindade para ele, se inicia também o processo do despertar das esposas. Se em algum momento existiu uma tentativa de construir um clima de tensão no interior da tumba, este clima é completamente destruído quando as esposas do mestre são mostradas em uma roda discutindo o que fazer com os recém chegados. Elas ficam literalmente gritando e fofocando. A aura de poder e mistério construída ao redor do mestre também é destruída, afinal não só Torgo, como também algumas mulheres começam a desobedecer suas ordens quando ele ordena a execução da família. O conflito de opiniões entre as mulheres acarreta em uma briga ridícula² e gigantesca³.
O mestre agora irá tirar satisfações com Torgo, Michael acordará e sairá a procura de sua esposa e filha, e uma das esposas do mestre lutará, literalmente, para salvar pelo menos a criança. Irá o mestre perdoar Torgo? Conseguirá Michael escapar com sua família? Conseguirá você passar 5 minutos sem cair na gargalhada? A resposta você só terá se assistir Manos: The Hands of Fate.

Caindo no ostracismo:

O filme foi lançando em novembro de 1966 em El Passo. Devido a divulgação, o filme atraiu o interesse da mídia e de cidadãos da alta classe texana. Warren alugou uma única limusine para levar todo o elenco a estréia, a limusine levou um grupo, deu a volta no quarteirão e apanhou outro grupo. Bernie Rosenblum conta no documentário “Hotel Torgo” que não demorou para as pessoas começarem a rir e tirar sarro do filme, fazendo com que o elenco saísse de fininho. O filme foi um fracasso, e como os atores seriam pagos com parte dos lucros da bilheteria, todos saíram de mãos abanando.
Após o fracasso de Manos Warren voltou a vender esterco e tentou arrecadar fundos para uma continuação que se chamaria “Wild desert Bikers”, mas infelizmente, com ênfase no infelizmente, ninguém se arriscou a financiar a produção.

Mistery Science Theater 3000:

Segundo a wikipédia, Mystery Science Theater 3000, geralmente abreviado como MST3K, é uma série de televisão cult de comédia criada por Joel Hogson, que mostra um homem e dois robôs presos em um satélite no espaço que são forçados a assistir filmes ruins.
Manos foi apresentado no ultimo episódio da quarta temporada, trazendo o filme aos olhos do grande público concedendo-lhe o status de “cult”.
Opinião:

Como já disse, adoro assistir “Manos”, acho o filme divertidíssimo. É impressionante que com tantas pessoas levando o projeto a sério o filme tenha ficado tão tosco, é uma das maiores demonstrações de incompetência coletiva da história. É inevitável atribuir parte da culpa à falta de infra-estrutura, mas os grandes problemas da produção decorrem da incompetência, falta de imaginação e conhecimento técnico de seus realizadores. Se alguém tivesse se arriscado a financiar Wild Desert Bikers, posso afirmar sem medo que Warren seria considerado o pior cineasta de todos os tempos.

Se você não é muito fã de cinema Trash passe longe! Mas se este não for o caso, convide alguns amigos, consiga um estoque de cerveja e salgadinhos, e aproveite esta hilária bagaça. Só não continuei com minha descrição do filme até o final para incitar o leitor a assistir ao filme e tirar suas próprias conclusões.
Ps: Prometo uma futura “parte 2” com a minha lista de “melhores piores cenas de Manos” e farei o possível para encontrar legendas para o episódio do “Mistery Science Theater 3000”.

Titulo original: Manos: The Hands os Fate


Ano de lançamento: 1966
País: EUA
Direção: Harold P. Warren
Roteiro: Harold P. Warren
Produção: Harold P. Warren


Luiz Gustavo Kiesow